Eu realmente acho que as pessoas deviam conversar mais. Não aquelas superficialidades sobre o trabalho, o tempo ou o que comer no jantar. Nem sobre política, religião e futebol – embora essas coisas devam ter tbm um lugar importante nos nossos dias, claro.

Mas eu quero dizer: conversar de verdade, sobre pra onde caminha a humanidade, a nossa própria humanidade, sobre o mundo e nossos encaixes nele, sobre os sentimentos, as coisas da vida, as dúvidas.

Desbravar mesmo as ideias do outro, tentar ver outros ângulos das mudanças pelas quais passamos e passam as coisas ao nosso redor. Gastar tempo com o outro e consigo, olhando nos olhos de quem está na nossa frente e pra dentro de nós mesmos.

Temos tanto pra trocar, pra entender, pra aprender, desmistificar…

Não são raras as vezes em que uma conversa real e verdadeira com alguém sobre uma questão que não é minha acaba por revelar algo extremamente precioso sobre mim ou para mim.

As palavras têm um poder danado. Verbalizar e ouvir é muito necessário.

E sobre tudo isso, eu só posso dizer:

Obrigada, amigos, por todo tempo de profundezas dividido comigo.

Comentários

Comentários