.viver não é existir.

Pensando bem, o nosso projeto de vida não pode ser muito longo, embora ambicioso. A gente leva tempo pra aprender a andar, pra aprender a falar, pra aprender a ler e a escrever. A gente leva um tempão pra aprender a se apaixonar, e depois um tempo enorme pra aprender a desamar. Sexo também leva […]

.os pequenos afastamentos.

Me dói que algumas pessoas apenas passem e que a vida afaste gente que a gente gostaria que nunca fosse embora. Dói que na vida (nossa e dos outros) não caiba todo mundo que poderia ou deveria.  Na época de escola, eu tive uma grande melhor amiga, e seu nome era Dani. Juntas, a gente […]

.passará.

A fatalidade. Fico sempre a pensar sobre isso. A fatalidade, o efêmero, a finitude das coisas. Nocivamente, essas são as minhas distantes preocupações com as possibilidades do que poderá vir a ser em algum tempo que não posso programar ou antever. Em alguma parte do meu cérebro está carimbada essa coisa toda do rompimento, do […]