.lição feminina diária.

Agonia que dá
ter casa, filho e companheiro pra cuidá
Trabalho pra ajeitá
Tarefas pra pensá…

A gente passa uma parte da vida
Aprendendo a andá e falá
E a outra a calá e cuidá.

Zela pela comida a prepará
Pelo primor do próprio lar
Pela aparência própria que o outro deve avaliá.

Ser mulher dá trabalho pra daná
E bem pouco tempo sobra
Pra parar e em si mesma pensá:

Fica engasgado na garganta
O que jamais deveria ficá
E uma alma esmagada
Por não conseguir se encontrá.

Cuidar de si mesma devia ser matéria escolar.

Pra gente aprender a se amar
E aos outros não se compará
O próprio corpo observar
E para além do espelho de bolso enxergá

Dosar o tempo pra ser e estar
Dentro de si mesma em todo e qualquer lugar.

Rir sem medo da gargalhada escapar
Memorizar cada bom jeito de esticar as pernas e relaxar
Sem receio do que os outros vão achar.

Exercitar a peculiar capacidade
de esticar-se inteira e gozar.

Nenhuma palavra verdadeira por pressão sufocá
Todo sentimento necessário expressar
Rede de apoio criar
Com outras mulheres experiências trocar
Ser também feita de arte, poder e voar
A gente também precisa sonhar…

Cuidar do outro não precisa significar de si mesma descuidar.

Antes tarde do que nunca
Que a gente seja mais do que esteio alheio
Que se arme de força e vontade de inspirar
Porque essa vida tem de ter espaço
Pra gente ir além e bailar.

Resultado de imagem para quadrinho feminista
*Liniers

Comentários

Comentários