.vulcânica existência.

Porque a vida é feita de surpresa. Uma fugaz pausa de conforto no meio de um amontoado de confusão. Uma pequena porção de sossego cercada por quilômetros e quilômetros de abalos sísmicos, que desnorteiam e arrasam com a ordem das coisas. Há em cada mágoa guardada, um pouco de inundação. Em cada adeus dolorido, um monte de […]

.livros de amor.

“Como eu era antes de você”, “A Culpa é das Estrelas” e a saga “Crepúsculo” têm várias coisinhas em comum. Só pra citar alguns exemplos nesse sentido: todos eles ganharam o topo de várias listas de “mais vendidos”, todos viraram filme e absolutamente todos podem ser considerados livros “de amor”. E a verdade é que […]

.enquanto caminho.

Ontem estive do seu lado dando voltas em torno de uma praça, tomando sorvete e lembrando canções. Leve. Sem objetivo algum. Nossas passadas curtas, despretensiosas, revelaram um ritmo nosso, que se modificou a cada desencontro e a cada abraço. E, enquanto nossos pés simultaneamente iam em direção ao nada, cheguei mais perto de uma constatação que […]

.bem leve, leve.

Encontro-pluma Encontro-brisa Que acaricia feito cócega Que não dói Não pressiona Não pesa Afeição-ar que enche pulmões de graça e vontade de continuar. Limpa a alma tão cansada da opressão que rodeia. Como pena que, bonita, passeia na paisagem em dia de sol e céu azul. Toma a vida de poesia. Pétala que enche a estrada de […]

.é preciso amar a ar.

É bom que o amor não tenha explicação. É bom que possamos dar a ele a altura e a largura que queremos. É bom que não saibamos nunca exatamente o que é o amor. Assim podemos oferecê-lo a muitos e de muitas maneiras. É bom que seja eterno, mesmo que acabe. Que sobreviva a falhas […]